“Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus” (1Co 1:18).

Tudo que fazemos comunica algo: o vestir, as conversas, o vocabulário, o olhar… Nossa! Qualquer coisa que façamos sempre transmite algo. A comunicação não verbal é sempre percebida, quer consciente ou inconscientemente. Estamos continuamente imprimindo algo nas mentes e corações dos que estão em volta de nós.

Por isso, quando estamos diante de uma autoridade, como um governador ou presidente, ficamos atentos a tudo: o que vestimos, como cumprimentamos, como sentamos, como falamos, enfim, tudo é feito com muito cuidado e atenção. Não queremos cometer nenhum deslize.

Todavia, quanto estamos em casa, na escola, no trabalho ficamos muito à vontade. Usamos qualquer roupa, conversamos qualquer coisa, usamos um vocabulário comum, olhamos para tudo que está a nossa frente… Esquecemos da nossa missão.

As palavras comunicam tanto quanto a ausência delas. O que será que estamos falando sem palavras? Somos coerentes?

“… mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios.” (1Co 1.23)

O meu vestir transmite a Cristo? O meu trabalhar comunica o reino dos céus? Os meus relacionamentos apontam à eternidade com Cristo? Os meus olham vêem o eterno reino de Deus? Será que de fato tenho pregado a Cristo e este crucificado?

Subindo vou

Continuamente temos que avaliar o compromisso assumido no batismo. Nos convertemos não só para sermos lavados dos pecados mas para termos livre acesso ao Pai. E aí? Temos freqüentado a sala do Trono? Fomos chamados para proclamarmos as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” (1Pe 2.9).

Tudo que fazemos pode proclamar a Cristo Jesus ou não.

As roupas que usamos confirmam o governo de Cristo? Ou realçam a minha liberdade? Hoje existem roupas que deixam as pessoas andróginas, nem macho nem fêmea. Comunicam confusão. Mas Deus fez distinção clara entre a luz e as trevas. Porque iria eu colocar sombras em meu vestuário? Porque iria ficar parecido com o mundo? Só pela moda?

E o que dizer da conversa mole, do papo fiado? As palavras que falo vêem do Alto ou do abismo? Minha forma de conversar está recheada das verdades de Jesus? Com muita tranquilidade transmitimos nossas opiniões, mesmo em dissonância com a doutrina dos apóstolos.

— É o meu ponto de vista, qual o problema? Não estou ensinando nada a ninguém, só estou comentando…

O que tenho colocado diante dos meus olhos? O que tenho visto na internet, no cinema, nos vídeos alugados ou baixados? Meus olhos vêem o Senhor constantemente? Bem sabemos que os olhos são lâmpadas do corpo. E aí? Nosso corpo está luminoso ou em trevas? (Lc 11.34)

— Chega de tantas perguntas! Quero respostas.

Pois bem, só há uma reposta:

“Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me.” (Lc 9.23)

Por quê? Para que não seja eu quem viva, mas Cristo. Para que a verdade de Jesus seja engrandecida. Para que o nome do nosso Senhor seja sempre um impacto. Para que a cruz não seja um mero símbolo mas sim um escândalo para os dias de hoje.

“Logo, está desfeito o escândalo da cruz.” (Gl 5:11)

Será que temos desfeito o escândalo da cruz?

Guarajuba, Ba, 25 de Junho de 2010.
Foto: Quer subir, desça, by SAvillez — Descida para as Termas Vulcaneas, Bogotá. Colombia

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts

Pela Manhã

Faze-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma. Salmos 143.8

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *