Ao lermos Gênesis 2.18 podemos observar algo muito interessante, planejado e preparado pelo Pai para todos nós:

“Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea.”

Disse o Senhor Deus. Não foi homem algum. Não foi nenhuma instituição humana que criou. Não foi ninguém mais. Foi nosso DEUS que, dentro de sua sabedoria criou o casamento. Como isso é perfeito!

Não é bom que o homem esteja só. O solitário insurge-se contra a verdadeira sabedoria (Pv 18.1). Quando se está casado, homem e mulher, crescem em aspectos que dificilmente cresceriam a sós. O negar-se, o tomar a cruz, o pensar primeiro no outro, o colocar-se em segundo plano, tudo isto é visto em um outro prisma. E assim por diante. Realmente, não é bom que o homem esteja só. Não é nada bom!

Far-lhe-ei uma auxiliadora idônea. É o Senhor que fez a mulher. É o Senhor que capacitou a mulher. Sábio e o marido que descobriu que a sua mulher é tão sábia que ele ou mais. Deus criou a mulher como auxiliadora, SOCORRO. O salmista usa esta mesma expressão para se referir a Deus:

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações. Salmos 46.1

Nenhuma esposa, noiva ou mulher pense que é pouca coisa. Em vocês há uma capacitação divina para socorrer. Para socorrer aos homens, aos filhos, ao próximo… Nós precisamos de uma esposa e elas precisam de nós.

Somos presentes um para o outro. Cabe a cada um de nós se capacitar para ser O MELHOR PRESENTE!

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts Author website

Sérgio Avillez

Pastor que nas horas vagas gosta de fotografar o belo.
Oração: Minha necessidade, meu prazer!