— O que houve?

— Não foi nada! Estou bem… — falava com o senho totalmente contraído e os olhos marejados.

— Então, porquê…? — interrompe exclamando:

— Já disse! Você tem que crer nas minhas palavras…

Quantas e quantas vezes já vimos este tipo de diálogo? A fala diz uma coisa, mas a expressão é bem diferente. Não só em ocasiões tristes, ou confusas, mas pode ocorrer sempre. A qualquer tempo podemos agir assim:

— Pode falar, estou ouvindo… — e, ao mesmo tempo, navegava pela internet, até que… — O que foi mesmo que você disse?

A comunicação não verbal é tão importante quanto o que se está sendo dito. O prestar atenção é um dos exemplos disso. Se realmente estou interessado no que o outro está falando, tenho que demonstrar isso. Aliás não conversamos só com palavras, mas com expressões da face, das pernas, braços e, sobretudo, das mãos.

“Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno.” Mateus 5:37

“Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de fato e de verdade.” 1 João 3:18

Estarei amando de fato e de verdade quando o primeiro sim for acompanhado do segundo sim. Será, então, o primeiro sim: eu te amo, o segundo sim: amar! Primeiro sim: estou bem, o segundo a alegria no expressar. O primeiro sim: pode falar, o segundo sim: ouvir.

Falar algo com expressão oposta, trunca a comunicação. O bom é aprender a falar a verdade em amor. Se você está muito triste e não consegue conversar, confesse isso. Peça um tempo para se recuperar. Mas não permita surgir hipocrisia na tua fala, no teu relacionamento.

Aqui é bom a esposa entender o marido. Normalmente as mulher resolvem seus conflitos conversando e muito. Já os homens preferem ficar calado, entrar na toca de si mesmo, até se resolverem. Mas cuidado, não fique muito tempo isolado, pode confundir a esposa. Esposinhas busquem compreender isso e deixar o marido em silêncio.

Assim, quando você perceber que pode ocorrer a possibilidade de que isto pode ocorrer, clame ao Senhor, declare ao outro, e é fale a verdade em amor. Que tal? …

— O que houve?

— Não sei como responder, preciso ajustar minha mente, meu coração.

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts Author website

Sérgio Avillez

Pastor que nas horas vagas gosta de fotografar o belo.
Oração: Minha necessidade, meu prazer!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *