— Como você imagina que poderemos?…

Esta simples pergunta na primeira pessoa do plural revela muita coisa. Eu e você não é a mesma coisa que nós. Eu e você somos dois. Nós somos um! Em um casamento somos uma só carne, somos uma só família. Somos uma unidade.

Quando se usa o nós se está incluindo o outro e a si mesmo. Todavia quando sou eu e você, é só um encontro de dois caminhos que continuam separadamente. Nós somos responsáveis pelos acertos e erros, pelas decisões e indecisões, pelas alegrias e tristezas… Eu e você sempre há a possibilidade de um se esquivar. Eu tentei, mas você… Bem que eu quis fazer certo, mas você… Se você não fala a culpa não é minha. Se você não me ouve…

Eu e você competimos, nós vencemos juntos.
Eu e você podemos brigar, nós buscamos soluções.
Eu e você gostamos, nós nos amamos.
Eu e você podemos fazer, nós fazemos.
Eu e você temos ritmos diferentes, nós damos risada disso.
Eu e você somos muitos diferentes, nós somos até confundidos como irmãos.
Eu e você temos opiniões próprias, nós temos a nossa opinião, enriquecida por ângulos diferentes…

— Como você fará… — é bem diferente de…

— Como nós faremos… — como o nosso dinheiro? Com a nossa casa? Com nossos filhos?

Nós somos um: nossa vida, nossos amigos, nossa forma de ser, nossa casinha, nosso ministério, nossa comida, nossas alegrias, nossos “micos”, nossas angústias, nossa oração, nossos sonhos, nossas realizações, nossos desejos, nossas lágrimas, nossas viagens, nossos filhos… nós, nós! Não sou mais eu, somos nós.

“Não rogo somente por estes, mas também por aqueles que vierem a crer em mim, por intermédio da sua palavra; a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós o somos; eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste, como também amaste a mim.” João 17:20-23

Uma das formas que o casal pode expressar a glória de Deus é vivendo e conjugando o nós. Vivendo esta oração de Jesus. Conjugando o nós em um neste mundo de solitários e egoístas, que só pensam em si.

— Como nós faremos …?

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts Author website

Sérgio Avillez

Pastor que nas horas vagas gosta de fotografar o belo.
Oração: Minha necessidade, meu prazer!