— Eu faço isto porque alegra ao coração do meu amor!

Uma das formas de amar ao outro é fazer o que agrada o outro, sempre que possível. Trazemdo alegria, consolo, descanso, ânimo. Pequenas coisas feitas simplesmente por amor. Não por escambo: eu faço em troca de…

Quando você faz só porque gosta, não está necessariamente comunicando amor. Tão pouco estou sugerindo que é para você fazer algo para adular ou mimar. É para amar, de verdade. Que tal fazer algo que da competência do outro só para trazer descanso? Seja dar um telefonema, seja arrumar uma cama, seja colocar o lixo na rua… seja o que for que possa trazer um descanso para o outro.

Alguns casais ficam com o mandamento do outro na ponta da língua. Sabem a referência, sabem o que significa, sabem cobrar! Mas esquecem do seu próprio mandamento. O relacionamento será sempre mais suave se cada um souber de coração o que Deus lhe determinou.

As mulheres sejam submissas ao seu próprio marido, como ao Senhor” (Efésios 5:22)

“Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja” (Efésios 5:25).

O modelo é Cristo. A referência é Cristo. Não pode ser menos que isto. Assim a mulher em seu papel deve se submeter ao marido como ao Senhor. Não pode ser menos. E o homem deve amar a esposa exatamente como Cristo ama a sua igreja.

Totalmente impossível para nós! Sim, o homem mortal não consegue fazer isso se não for cheio do Espírito Santo de Deus. Assim cada um de nós necessitar diariamente se encher de Cristo Jesus, se encher de sua palavra. Deixando Cristo viver por nós e através de nós.

“Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim.” Gálatas 2.20

Este é um viver diário, continuo. Vivendo assim nosso casamento glorificará sempre o nome do Senhor. Não focando no “eu” ou “você”, nem no “nós”. Mas tendo como alvo e objetivo o Senhor e a sua glória.

Aí servir o outro é servir a Cristo. Arrumar uma cama é arrumar a cama de Cristo. Fazer um omelete, é fazer o omelete que Cristo gosta. Fazer silêncio é para não acordar a Cristo. Amar o outro é mesmo na confusão é fácil pois ama-se a Cristo em primeiro lugar. Submeter ao outro não é peso pois é para Cristo.

Cristo de manhã. Cristo de tarde. Cristo de noite. Assim é a vida de um dscípulo de Cristo. Viúvo, casado ou solteiro. Tudo é para Cristo.

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts Author website

Sérgio Avillez

Pastor que nas horas vagas gosta de fotografar o belo.
Oração: Minha necessidade, meu prazer!