A mulher, belíssima obra de Deus feita de uma costela do homem, é impressionante. Ela é capacitada por Deus. Não precisa se esforçar para ser idônea, Deus a fez assim. Ela é exatamente como Deus quiz. A obra final da criação: primeiro foi o homem, depois a mulher, ambos a imagem e semelhança do Altíssimo. Perfeitos. Mas o pecado corrompeu completamente. Ela tem a profunda capacidade de, discretamente ou não, influenciar o homem, especialmente o seu homem.

A mulher pode tanto empurrar o homem para o alto, como derrubá-lo no mais profundo abismo. Pode trazer paz para o ambiente ou tumultuá-lo, sendo que a responsabilidade é do homem. Pode acalmar aos que estão próximo, como o faz com bebê em seu colo, mas pode levar todos a uma guerra. Pode trazer sugestões que parecem que foi o homem que teve. Pode fechar a cara quando todos estão alegres. Pode se derramar em sorrisos, quando ninguém percebe a graça. Pode fazer abrir os céus com seus olhares. A mulher… é incrível!

Sansão, filho de uma mulher estéril, consagrado desde o ventre ao Senhor, se afeiçoou por Dalila. Não sabemos como foi que isto aconteceu, mas não sendo ela judia… Mas ela tinha interesse pela fortuna prometida pelo inimigo. Ela começa a tarefa de descobrir em que consistia a enorme força de seu homem.

“Então, ela lhe disse: Como dizes que me amas, se não está comigo o teu coração? Já três vezes zombaste de mim e ainda não me declaraste em que consiste a tua grande força. Importunando-o ela todos os dias com as suas palavras e molestando-o…” Juízes 16:15-16

Ela faz chantagem com Sansão. Ela o constrange, o aperta com palavras e mais palavras.Ela o cansa de uma forma impressionante.

“Importunando-o ela todos os dias com as suas palavras e molestando-o, apoderou-se da alma dele uma impaciência de matar. Descobriu-lhe todo o coração e lhe disse: Nunca subiu navalha à minha cabeça, porque sou nazireu de Deus, desde o ventre de minha mãe; se vier a ser rapado, ir-se-á de mim a minha força, e me enfraquecerei e serei como qualquer outro homem. Vendo, pois, Dalila que já ele lhe descobrira todo o coração, mandou chamar os príncipes dos filisteus, dizendo: Subi mais esta vez, porque, agora, me descobriu ele todo o coração. Então, os príncipes dos filisteus subiram a ter com ela e trouxeram com eles o dinheiro.” Juízes 16:16-18

O cansaço foi tão grande que dele se apoderou uma impaciência de matar. Ele estava ao ponto de matar a mulher que amava. Porque mulher o não, não é não! Porque o não é insista um pouco mais! Quem sabe agora ele cede! Quem sabe ele desiste! Insista até que ele desista! Que idéia louca!

Porque para a mulher é tão difícil aprender que não, é não? É impressionante, mas a mulher pode levar ao homem, seu marido, seus filhos, a uma impaciência de matar. Meninas, assim como os garotos têm que aprender com os “nãos”, vocês também. Obedecer de primeira. Obedecer.

Homem, qual a dificuldade em dizer um não? Porque o não é aberto de possibilidades? Quando você sabe que é não, diga-o de uma forma gentil, educada e definitiva. Não! E ponto. Não deixe espaço para a mulher insistência.

Agora, mulher, se você acredita que seria indispensável um sim, ore ao Senhor. Peça a Ele. Homem, antes de qualquer resposta, ore! Ore pela resposta certa!

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts Author website

Sérgio Avillez

Pastor que nas horas vagas gosta de fotografar o belo.
Oração: Minha necessidade, meu prazer!