É comum, no decorrer da vida de uma pessoa, fazer algum tipo de coleção. Há coleções de figurinhas, canetas, selos, discos, etiquetas, brinquedos, flores, fotografias, objetos antigos, e … Há, com toda certeza, uma infinidade de possibilidades. As coleções ajudam a ampliar o conhecimento e, sobretudo, armazenar histórias.

Momentos, fatos, situações são lembranças que mais colecionamos. Ficam registradas como fotografias: um instantâneo inesquecível. Somos colecionadores, quer conscientes ou não. Posso colecionar alegrias ou tristezas, colecionar lágrimas ou sorrisos, colecionar pecados ou arrependimentos, colecionar coisas ocultas ou as reveladas. Cabe a cada um de nós selecionar o que quer colecionar.

O que você coleciona? O que faz questão de guardar para sempre?

Pense bem: Você coleciona mágoas e amarguras e diz que a culpa é da vida, dos outros? Ou você faz questão de ver diferente e coleciona o perdão, o arrependimento, a paz e sorrisos? As coleções surgem quando lembramos os fatos: como bons ou como ruins. Lembramos e relembramos. A mente fica dominada.

Podemos fazer o mesmo dentro do casamento. Colecionaremos boas lembranças e risadas ou colecionaremos problemas e dificuldades. O que você pretende colecionar? Como você pretende ver a tua vida a dois?

Agora, cuidado para não colecionar os erros do outro, os pecados do outro, os furos que comentem com você. Se isto começar a existir, corra para a cruz, e trate de se arrepender. A amargura pode estar se instalando.

Eu e minha esposa desde o princípio resolvemos colecionar risadas. Não sei contar piadas e custo a compreendê-las. Eu sou a própria piada. Sempre nos esforçamos para fazer tudo certinho, mas surgem as gafes. E quantas!… O vexame trocamos por boas risadas e até gargalhadas. A memória fica tranquila, o espírito em paz, e a vida corre solenemente o seu curso para o Pai. Somos colecionadores de “micos”.

“Tu me farás ver os caminhos da vida; na tua presença há plenitude de alegria, na tua destra, delícias perpetuamente.” Salmos 16:11

“Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.” Romanos 14:17

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts Author website

Sérgio Avillez

Pastor que nas horas vagas gosta de fotografar o belo.
Oração: Minha necessidade, meu prazer!