Ah, sim! Ainda sobre de propósito eterno, precisamos ter muito claro a santidade. O fato de se casarem, não permite que este tema seja esquecido. O príncipe deste mundo está constantemente armando ciladas. O inimigo veio para roubar, matar e destruir (João 10.10): roubar a paz, matar a vida de Deus em nós, destruindo a santidade.

O casamento não é passe livre para fazer o que se quer. Assim como os solteiros devem ter olhos santos, os casados também. A única novidade aos olhos santos de um jovem casal é ver a nudez do outro. O casal deve se santificar ao Senhor, se guardar de tudo que pode levar a impureza, a falta de santidade, qualquer coisa que possa levar ao outro a pecar.

“Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros.”  Hebreus 13:4

Deus julgará adúlteros e impuros. Observe que esta carta foi escrita à igreja, para discípulos. Quais impurezas Deus pode julgar dentro de um casamento? Toda! Não importa se estão licitamente casados, se praticarem impurezas, serão julgados. O casamento é para glorificar ao Pai!

Cuidado! Sem santificação ninguém verá o Senhor (Hebreus 12.14). Há muitas propostas “modernas” para destruir a santidade. A mídia está repleta de sugestões do inferno. No boca-a-boca há sugestões que não nasceram do trono de Deus. Busque sempre em Deus a permissão para fazer qualquer coisa. Não permita que você seja enganado pela carne. Pecado é sempre pecado. A carne jamais se converte.

“Em todo tempo sejam alvas as tuas vestes, e jamais falte o óleo sobre a tua cabeça.” Eclesiastes 9:8

Seja a tua intimidade santa ao Senhor. Seja teu leito sem mancha nem mácula, mas puro e cheio da alegria e graça do Espírito Santo. Sigam sempre assim. Um jovem casal já tem um ao outro e muita descoberta para fazer. Só os desgastados pelo pecado ou os enganados pensam que necessitam de “coisas” extras para se divertirem. Nós que somos a habitação de Criador temos a criatividade do Alto a nosso favor.

Sejamos santos e criativos.

“Esposo: Eis que és formosa, ó querida minha, eis que és formosa; os teus olhos são como os das pombas.
“Esposa: Como és formoso, amado meu, como és amável! O nosso leito é de viçosas folhas, as traves da nossa casa são de cedro, e os seus caibros, de cipreste.” Cantares 1.15-17
Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts Author website

Sérgio Avillez

Pastor que nas horas vagas gosta de fotografar o belo.
Oração: Minha necessidade, meu prazer!

  • Jojuana Santos

    Muito edificante! Obrigada por compartilhar !