Muitas coisas foram ditas e escritas para vocês. Todas têm a sua relevância. Mas há algo que, para mim é de suma importância: cultivando a presença de Cristo, em todo o tempo. Não só em alguns momentos, mas em todo o tempo. Observe o seguinte texto:

“Ouve, Israel, o SENHOR, nosso Deus, é o único SENHOR. Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força. Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te. Também as atarás como sinal na tua mão, e te serão por frontal entre os olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa e nas tuas portas.”
Deuteronômio 6:4-9

Saiba, ó casados, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. Não existe nenhum outro: nenhum de vocês, nem os filhos, nem o trabalho, nem o lazer, nem os sonhos pessoais, nem os desejos de crianças. Nada pode substituir o Senhor.

Como único Senhor, devemos amar sempre da melhor forma que pudermos. Com profundidade, com sensibilidade, com nossa emoção, com nossa razão e lógica, com toda nossa força. Aqui entra determinação. Mesmo que vacile um dia, recupero no outro.

Este amor guardará todas as palavras do Senhor no coração. Não é uma memorização mecânica. Mas um guardar com revelação. Um reter com inteligência. Uma catequese com sabedoria.

Guardando assim, devemos dela falar um ao outro. Marido profetizando a esposa. Mulher profetizando ao esposo. E, juntos inculcando nos filhos. Empregando a família da presença de Cristo: estando em casa ou na rua, saindo de férias ou trabalhando, andando de carro ou a pé… Esforçando-se para em todo tempo terem a presença do Senhor em tudo que fizerem.

Tudo deve ser feito com graça e unção do Alto. Com os filhos pequenos aproveita-se as oportunidades para recitar versículos. Assim, diante de uma palmeira imperial: “O justo florescerá como a palmeira, crescerá como o cedro no Líbano” (Salmos 92:12) pode ser declamado ou cantado: “Como a palmeira florescerá o justo…” e mostra-se ao pequeno como é alta.

Como os mais velhos, as circunstâncias devem ser conversadas diante das escrituras. Casa caso. Cada cena de um filme. Cada crise. Cada circunstância. Tudo colocado diante da palavra de Deus. Pequenos cartazes com versículos colocados pela casa. A decoração revestida de ensinamento: espaços usados para ajudar a guardar a Palavra no coração. Muito propício colocar no banheiro: “Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons.” (Provérbios 15:3)

Simplesmente cultivando a presença de Cristo.

“O SENHOR, tenho-o sempre à minha presença; estando ele à minha direita, não serei abalado. Alegra-se, pois, o meu coração, e o meu espírito exulta; até o meu corpo repousará seguro. Pois não deixarás a minha alma na morte, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção. Tu me farás ver os caminhos da vida; na tua presença há plenitude de alegria, na tua destra, delícias perpetuamente.”
Salmos 16:8-11

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts Author website

Sérgio Avillez

Pastor que nas horas vagas gosta de fotografar o belo.
Oração: Minha necessidade, meu prazer!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *