Esse  é um clichê romântico, presente em contos de fadas e no desejo de um  inconsciente coletivo. E,  ao que parece, desacreditado e inatingível.

Primeiro pelo comprometimento demonstrado no “para sempre”.

Para sempre é muito tempo, ou melhor,  é todo o tempo!

Para sempre dá medo, exige esforço. Não abre outra alternativa.

Para sempre é todo o dia, são todos os dias, horas, minutos, segundos.

Para sempre independe de humor, TPM, rombo financeiro… alegrias e tristezas.

Para sempre só se interrompe com a morte.

Que peso, que irreal, que romântico!

Ainda por cima, além de ser para sempre, tem que ser “felizes ”.

Felizes sempre… não dá.  Como ser feliz todos os dias com a mesma pessoa, com as mesmas chatices, com interesses tão distintos, com sonhos individuais…

Felizes sim, e para sempre.  Isso é contraditório.

A felicidade dos contos de fadas não é real, ela seria, como dizem, um estado de espírito, ou seja, algo passageiro, que dependeria do momento, das circunstâncias, e portanto, não poderia durar para sempre.

Concretiza-se,  portanto, que felizes para sempre, só em conto de fadas.

Mas não é bem assim, há muito tempo viveu aqui na Terra um homem, e isto não foi um conto de fadas, Ele nos provou que é possível ser feliz, e nos mostrou em que esta felicidade consiste. Para Jesus a felicidade passa pelo simples de contemplar  o céu,  o mar, as crianças, os velhos, os pobres, os doentes, o humano.

Para Jesus a felicidade é estar próximo de quem se ama, seja para rir, para comer… para chorar, para morrer.  Felicidade é  querer  ver o outro bem, é fazê-lo estar bem, é dividir juntos os sonhos e fazer deles um único sonho. É se dar pelo outro sempre.

Logo, felizes para sempre é possível, desde que não sejam somente dois que estejam comprometidos em estar juntos para sempre, e sim três, e no fim a felicidade se completa na medida em que a boa, agradável e perfeita vontade desse Jesus seja feita.

Amo o marido que Deus me deu, e me comprometi  a ser feliz com ele PARA SEMPRE!

São 15 anos de casados! Eu e o meu amado Beto.
Agradeço a Deus por Ele ter me dado o marido e que tenho e agradeço a vcs por serem vasos de Deus para nos ajudarem
nesse Caminho, onde o alvo é sermos todos iguais a Jesus!

Obrigada !

Márcia Carrilho, esposa de Beto Carrilho.
— Gosto de ser conhecida assim, prá mim é uma honra!

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts

Pela Manhã

Faze-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma. Salmos 143.8