A solidão do deserto é um lugar desejável.

É uma fornalha de transformação. Sem a solidão permaneceremos vítimas de nossa sociedade… e continuaremos a enredar nas ilusões do falso eu.

O próprio Jesus entrou nesta fornalha. Ali Ele foi tentato com as três compulsões deste mundo: Ser capaz, espetacular e poderoso. Ali Ele afirmou ser Deus a única fonte de sua identidade.

A solidão do santo não é um lugar de juntar forças para competir na vida. Também não é um lugar terapêutico. Mas, um lugar de conversão, onde o velho morre e o novo nasce.

É o deserto para morte do falso eu. Nele não há distrações, nem escapes… O encontro com o nosso nada aterrador força-nos a nos entregar totalmente ao Senhor Jesus.

Temos que moldar o nosso deserto e entramos nele todos os dias. Livrar-nos de nossas compulsões e habitar na bondosa presença salutar do Senhor. Sem esse deserto, perdemos nossa alma enquando pregamos aos outros. Mas com essa morada espiritual, nos sintonizamos com aquele em nome de quem servimos.

A solidão é assim, o lugar de grante luta e do grande encontro. É o lugar onde Cristo nos remodela à sua imagem e nos liberta das compulsões do mundo.. É o lugar de nossa salvação.

Texto por Henri Nouwen
Foto Lugar Desejável by SAvillez

 

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts

Pela Manhã

Faze-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma. Salmos 143.8