Amigo, coisa rara nestes dias, difícil de se achar.
No mundo, é claro. No Reino é fácil, é só para o lado olhar,
Especiais, sem egoísmo, prontos a servir, a compartilhar,
Alguns então, são super-especiais, prontos a compartilhar.

De um destes é certo que nem seu nome preciso mencionar,
Não é um super-cristão, mas um Cidadão comum, pra se espelhar,
Defeitos tem, pois é um ser humano, simples, normal no falar,
Tenta no entanto sempre servir, progredir, e sempre se superar.

Diplomado, homem culto, bom gourmet, sabe escolher,
Em berço de prata nasceu, pais exigentes, com muito poder,
Dentre os irmãos é diferente, pois não se preocupa com este viver,
Pois seus olhos estão para o alto voltados, soube bem escolher.

A esposa então, pedra preciosa, submissão consciente, faceira,
Desde que se conheceram começaram a se olhar e sonhar,
Compromisso firmado, todos queriam os parabenizar,
Um lar cheio de luz formaram, como dá prazer os visitar.

Seus filhos, alegres, crianças felizes, obedientes sem reclamar.
Fofinhos, amados, de tão queridos dá vontade de abraçar,
Crianças não tão normais, pois segundo o Evangelho vão caminhar,
E mostrar aos seus pares o que Jesus ensinou e assim praticar.

Peçam a eles um favor, qualquer um, e espere.  É só aguardar,
Disposição nunca lhes falta, esforço consciente de a todos amar,
Pensem em alguma coisa parecida, será difícil encontrar,
Anjos?  Não.  Amigos com A maiúsculo, pérolas para bem guardar.

Seu telefone não para. Mas que trinar exigente, só faz tocar, tocar,
E a campainha da porta toca. É alguém com lágrimas prontas a derramar,
Pode chegar. Afinal esse lar se dispôs desde o princípio a todos ajudar,
Querem esta terra melhorar, pois do jeito que está não pode continuar.

Diferenças eu e ele já tivemos, algumas vezes diferentes formas de pensar,
Mas nossas prioridades se confundem, afinal temos o mesmo Deus para amar,
E nossa amizade perdura, faça sol ou faça chuva, nada irá a esfriar,
A ti, meu amigo, irmão em Cristo, meu abraço sincero quero externar.

 Amigos: pai e filho

RMG
2007

Dedico este texto a quem o escreveu: amigo, companheiro e um verdadeiro pai, um de quem se pode contar sempre. Eu o amo muito.

Dedico também aos meus filhos homens que um dia serão pai. Amigos, vocês me ensinam a ser jovem e atento em todo tempo. Eu os amo, muito, mas muito mesmo.

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts

Pela Manhã

Faze-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma. Salmos 143.8