Unidade e Diversidade

Guilherme Kerr / Vencedores Por Cristo

Da multidão dos que creram era só um o coração
E a alma, uma somente, uma semente
Somente uma esperança brotando dentro da gente
Nosso era o pão cada dia,
Nosso era o vinho, santa folia O que se parte reparte a própria vida

Galho ligado à parreira, vida em comum verdadeira.

Sempre grande poder, curas, milagres de Deus.
Sempre proclamação Cristo, o Senhor, ressurgiu.
Da multidão dos que creram era só um o coração
E a alma, muita alegria, singela a vida.
Na simpatia de todos nasce a igreja de novo
Povo de Deus, sal e luz pra todos os povos.

Upper-fifth_divider

Da multidão dos que creram era um o coração e a alma. Ninguém considerava exclusivamente sua nem uma das coisas que possuía; tudo, porém, lhes era comum. Atos 4.32

É impressionante a força deste texto. “Ninguém considerava exclusivamente sua…” quer dizer exatamente isto: ninguém! E mais: exclusivamente sua nem uma das coisas que possuía. Sempre pensamos em patrimônio, mas buscando entender melhor, o Pai mostrou que nenhum deles acreditava que era “dono”, “descobridor”, “inventor” ou “criador” de absolutamente nada. Tudo vinha de Deus e era para Deus.

E nós? Será que não estamos apegados a coisas que não são nossas? Será que, mesmo não tendo um patrimônio físico nos apegamos ao “nosso” patrimônio intelectual? Será que a revelação que Deus me deu não é dEle para todos nós?

Nada é exclusivamente só para mim, excetuando minha esposa.

Que o Senhor seja conosco e nos ajude a transpor este grande obstáculo: eu e minhas coisas. Amém!
Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts

Pela Manhã

Faze-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma. Salmos 143.8