Vendo Jesus muita gente ao seu redor, ordenou que passassem para a outra margem. Então, aproximando-se dele um escriba, disse-lhe: Mestre, seguir-te-ei para onde quer que fores. Mas Jesus lhe respondeu: As raposas têm seus covis, e as aves do céu, ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça. E outro dos discípulos lhe disse: Senhor, permite-me ir primeiro sepultar meu pai. Replicou-lhe, porém, Jesus: Segue-me, e deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos.

Então, entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram. E eis que sobreveio no mar uma grande tempestade, de sorte que o barco era varrido pelas ondas. Entretanto, Jesus dormia. Mas os discípulos vieram acordá-lo, clamando: Senhor, salva-nos! Perecemos! Perguntou-lhes, então, Jesus: Por que sois tímidos, homens de pequena fé? E, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar; e fez-se grande bonança. E maravilharam-se os homens, dizendo: Quem é este que até os ventos e o mar lhe obedecem?

Tendo ele chegado à outra margem, à terra dos gadarenos, vieram-lhe ao encontro dois endemoninhados, saindo dentre os sepulcros, e a tal ponto furiosos, que ninguém podia passar por aquele caminho. E eis que gritaram: Que temos nós contigo, ó Filho de Deus! Vieste aqui atormentar-nos antes de tempo? Ora, andava pastando, não longe deles, uma grande manada de porcos. Então, os demônios lhe rogavam: Se nos expeles, manda-nos para a manada de porcos. Pois ide, ordenou-lhes Jesus. E eles, saindo, passaram para os porcos; e eis que toda a manada se precipitou, despenhadeiro abaixo, para dentro do mar, e nas águas pereceram. Fugiram os porqueiros e, chegando à cidade, contaram todas estas coisas e o que acontecera aos endemoninhados. Então, a cidade toda saiu para encontrar-se com Jesus; e, vendo-o, lhe rogaram que se retirasse da terra deles. Mateus 8.18-34

— E você? Entrou no barco ou “primeiro”

Entrar no barco ou ir sepultar o pai. Que decisão tomar? Aquele discípulo tinha que tomar uma decisão. Não sabemos o que ele fez. Mas imaginemos que o rapaz foi sepultar o pai. Vejamos então o que aconteceu:

Os outros discípulos enfrentaram tempo difícil em alto mar, uma tempestade! E ele? Sepultava o pai…

Os discípulos tinham medo de morrer e certamente estranhavam em ver Jesus dormir durante uma terrível tempestade! E ele? Sepultava o pai…

Os discípulos acordavam Jesus pedindo socorro! E ele? Sepultava o pai…

Os discípulos levavam bronca de Jesus! E ele? Sepultava o pai…

Os discípulos viam Jesus mandar a tempestade parar, e ela parou! E ele? Sepultava o pai…

Os discípulos chegaram à outra margem com Jesus! E ele? Sepultava o pai…

Os discípulos viram os gadarenos loucos, o diálogo de Jesus com os espíritos imundos, os demônios entrando nos porcos, os porcos se jogando no despenhadeiro para dentro do mar, o povo rejeitando Jesus, os gadarenos libertos! E ele? Sepultava o pai…

No capítulo 9, versículo 1 encontramos que Jesus entrou no barco de novo e foi para a outra margem. Mais histórias! E ele? Sepultava o pai…

Você pode ficar fazendo o que todo mundo faz ou pode entrar no barco e:

  • Passar tempo ruím e passar sufoco!
  •  Algumas vezes ter a sensação que Jesus não vai lhe tirar do sufoco (ele parece estar dormindo)!
  • Orar para ver se Jesus “acorda”!
  • Levar bronca de Jesus!
  • Ver Jesus fazer milagres!
  • Encontrar sempre novos desafios (“chegar na outra margem”)!
  • Ver gente ser liberta (gadarenos)!
  • Participar de cenas curiosas (porcos endemoninhados se suicidando)!
  • Ser rejeitado pelas pessoas!
  • Começar tudo de novo (entrar no barco para ir para a outra margem)!

Ou… Ficar aí sepultando seu pai (fazendo o que todo mundo faz)… Que programão, hein?

… Continuação do texto Primeiro ou Depois?
Texto por Carlos Sá
Foto Proteção da Fúria by SAvillez

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts

Pela Manhã

Faze-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma. Salmos 143.8