4 Afluindo uma grande multidão e vindo ter com ele gente de todas as cidades, disse Jesus por parábola:
5 Eis que o semeador saiu a semear. E, ao semear, uma parte caiu à beira do caminho; foi pisada, e as aves do céu a comeram. 
6 Outra caiu sobre a pedra; e, tendo crescido, secou por falta de umidade. 
7 Outra caiu no meio dos espinhos; e estes, ao crescerem com ela, a sufocaram. 
8 Outra, afinal, caiu em boa terra; cresceu e produziu a cento por um. Dizendo isto, clamou:Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.
9 E os seus discípulos o interrogaram, dizendo:Que parábola é esta? 
10 Respondeu- lhes Jesus:A vós outros é dado conhecer os mistérios do reino de Deus; aos demais, fala- se por parábolas, para que, vendo, não vejam; e, ouvindo, não entendam. 
11 Este é o sentido da parábola:a semente é a palavra de Deus. 
12 A que caiu à beira do caminho são os que a ouviram; vem, a seguir, o diabo e arrebata- lhes do coração a palavra, para não suceder que, crendo, sejam salvos. 
13 A que caiu sobre a pedra são os que, ouvindo a palavra, a recebem com alegria; estes não têm raiz, crêem apenas por algum tempo e, na hora da provação, se desviam. 
14 A que caiu entre espinhos são os que ouviram e, no decorrer dos dias, foram sufocados com os cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus frutos não chegam a amadurecer. 
15 A que caiu na boa terra são os que, tendo ouvido de bom e reto coração, retêm a palavra; estes frutificam com perseverança.
Lucas 8:4-15

​Sempre pensei na semente como a palavra sendo pregada a não convertidos. Ela, porém é a mensagem do reino, a Palavra de Deus, que todos os dias vai transformando a nossa vida quando a lemos. Se for assim que a lemos, então chegamos à outra parte da parábola: o tipo de terreno. Achava que cada um é um tipo de terreno. Percebi que eu mesmo já fora de tipos diferentes em situações diversas da minha vida.

Cada vez que me deparo com a palavra de Deus, eu decido que tipo de terreno a semente vai encontrar em meu coração.

Beira do caminho

O que foi semeado a beira do caminho: é o que não chega a compreender a Palavra de Deus e o diabo arranca tudo com facilidade. Um coração rebelde e desobediente. A palavra não sai do estágio de semente. Eu já tive esse coração.

Terreno rochoso

O que foi semeado em terreno rochoso: é o que tem uma fina camada de espiritualidade. Talvez ore, cante, vai aos encontros, ouve a Palavra com alegria, mas é religioso e superficial. Não passa da superficialidade e aparência. Às vezes sai um brotinho, mas seca ao aparecer o primeiro problema. Já fui mais vezes esse coração.

Entre os espinhos

O que foi semeado entre os espinhos: é o que ouve e recebe até com um coração sincero. E encontra profundidade para enraizar, mas tem espinhos. Vivemos num mundo de espinhos, inúmeros e atraentes. Eles nos cercam; as preocupações desta vida, as seduções por riquezas e bens e os deleites da vida. O perigo é que podem ser coisas lícitas e não nos damos conta que concorrem com a Palavra.  

Estamos na era do entretenimento. Nesse ponto me identifiquei muito com esse tipo de terreno, muitas coisas que fazia sufocavam a Palavra em mim, tomando espaço no meu coração e no meu tempo. Passava o dia me preocupando com as coisas, mesmo lendo a Palavra e participando da vida da igreja, não havia fruto. O que mais alimentamos é o que mais cresce. É uma decisão diária!

Os espinhos tornam a Palavra infrutífera. Não há como conciliar ambas. Muitíssimas vezes alimentava minha alma e deixava migalhas ao espírito. Tenho um arrependimento diário.

O alerta é de como usamos nosso tempo e onde colocamos o nosso coração.

Onde estiver o teu tesouro, ali estará também o teu coração.
Mt 6.21

Os espinhos me impediam de ser o último terreno.

Boa terra

O que foi semeado em boa terra: é o que ouve com bom e reto coração e guarda a Palavra. A diferença entre os outros solos é que este guarda a Palavra. O único que, como resultado, frutifica. Ele entendeu que não se pode amar a Deus e as riquezas, não se pode andar ansioso e que é preciso buscar o Reino de Deus em primeiro lugar. Esse tem um coração sincero e quebrantado diante de Deus e não um coração duro e rebelde. A Palavra é que vai sufocar as outras coisas.

Respondeu Jesus: Se alguém me ama guardará a minha palavra e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. Quem não me ama não guarda as minhas palavras.
Jo 14.23

Eu me entristeci muito, quando me dei conta de que na minha vida não amava esse Jesus de quem eu tanto falava.

Tornai-vos, pois, praticantes da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.
Tg 1.22

Ouvir a palavra e não praticá-la é um engano para nós mesmos.

Mas Deus prova o seu amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.
Rm 5.8

A prova que Deus nos deu do seu amor foi a entrega de seu filho. E eu não tinha revelação de que a minha prova de amor consistia em apenas guardar a sua palavra.

Por fim, ao se despedir da terra por todos estes séculos, Jesus pediu como último pedido aos seus discípulos, o que era tão importante: Ensinar os que seriam feito discípulos a guardar todas as palavras que Ele havia ordenado. Muito mais do que livretos e a própria Bíblia, são as palavras de Jesus.

Cheios da palavra de Jesus, seremos guardados do pecado.

Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.
Sl 119.11

Na nossa luta diária, a palavra é a arma contra o diabo, como foi para Jesus na tentação no deserto.

Tomai também… a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.
Ef 6.17

Jesus falou do Espírito Santo que Ele enviaria para nos ensinar todas as coisas e nos faria lembrar tudo quanto tinha dito aos discípulos. ( Jo 14.26) Se a palavra não estiver em mim, o que o Espírito pode me fazer lembrar? Só vou me lembrar da cena do Rambo no filme que vi na noite anterior, e apesar de toda força e coragem que tem, não poderá me livrar do pecado e do diabo.

Santifica-nos na tua verdade, a tua palavra é a verdade.
Jo 17.17

Guardemos sua palavra, andemos na verdade, amemos o Senhor, porque Ele nos ama. 

Andreas Wondracek, discípulo e administrador vivendo em Porto Alegre, RS, casado com Paula e com duas filhas.

Dres, Paula e filhas 

 

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts Author website

Sérgio Avillez

Pastor que nas horas vagas gosta de fotografar o belo.
Oração: Minha necessidade, meu prazer!