Oração de um pai à espera do seu filho amado

Quando ele chegar e olhar para mim, verá os meus olhos firmados em ti?
Será tu, Senhor, a minha única fonte de prazer e alegria?

Que vida será transmitida?
Será uma vida que desafia, anima, impulsiona?

Quando ele chegar, verá um coração que bate mais forte quando estar em tua presença?
Que anseia estar contigo e está disposto a renunciar a qualquer coisa por isso?

Verá em mim uma referência no amor por tua palavra?
Qual será a marca que ele verá em minha vida?

Verá em mim um homem que verdadeiramente renunciou a tudo?
Ou a apenas algumas coisas, reservando-me direitos e relativizando princípios?

Quando ele chegar, verá um homem disposto às últimas consequências para retribuir o teu grande amor?
Ou se acostumará com uma vida de procedimentos repetitivos e enfadonhos?

Me verá chorando quando um pecador se arrepender?
Ou quando um irmão querido abandonar a fé e seguir o seu próprio caminho?

Quando ele chegar, vai ficar claro que não faço a minha vontade?
Que amo mais a ti que a mim, e que tu és o bem mais precioso que tenho?

Que sou dependente, completamente dependente de ti?
Que confio, descanso?

Ouvirá dos meus lábios um hino de louvor em meio às dificuldades?
Verá intensidade, constância?

Verá alegria no meu rosto somente por ter o nome escrito no livro da vida?
Verá no nosso lar um ambiente de gratidão, perdão, louvor?
Verá paixão quando chegar? Ardor, entusiasmo, rendição, sacrifício?

Qual será a bandeira que me verá levantando?

Nas conversas com os colegas, me verá falando de ti?
Do teu amor, vida e obra?

Quando me pegar de surpresa, me verá pensando em ti?
Na tua bondade, tua misericórdia, tua grandeza?

Conseguirá ver em mim um homem inconformado com este mundo e cheio de expectativa pelo teu retorno?

Estará certo de que tive um encontro contigo?
E que fui transformado por ti?
Verá repulsa pelo pecado?

Seriedade no trato com tuas coisas?
Compromisso com tua igreja?

Me verá gostando das coisas e amando as pessoas?

Que nível de renúncia verá em mim?
Verá temor, tremor, intimidade?

Verá que tu és o meu melhor amigo, a ponto de desejar essa amizade também?

Fico a me perguntar: será se quando ele chegar, a minha vida falará mais alto, para que no momento certo ele deixe tudo para te seguir?

Senhor, que seja isso que ele encontre quando chegar.
E possa dizer o mesmo que disse Asafe:
“Mas para mim bom é aproximar-me de Deus.
Pus a minha confiança no Senhor Deus, para anunciar as tuas obras”.

Que ele seja totalmente teu. E que Tu te alegres com a sua vida.

Texto e voz por Laerte Junior, irmão em Feira de Santana, Bahia, cuja a esposa está grávida do primeiro filho.

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts Author website

Sérgio Avillez

Pastor que nas horas vagas gosta de fotografar o belo.
Oração: Minha necessidade, meu prazer!