Buscando Refugio

Jesús Adrian Romero
Buscando salida de la tempestad

Buscando refugio me vine a encontrar

Con un paraíso con una ciudad

Inimaginable te voy a contar
Buscando saida da tempestade

Buscando refúgio, me vi encontrar:

Como um paraíso, como uma cidade

O inimaginável vou te contar
Llegué muy cansado y sin fuerzas en mí

Pensaba que ya no podía resistir

Quería tan solo una tregua tomar

Por sólo un momento quería descansar
Cheguei muito cansado e sem forças em mim

Pensava que já não poderia resistir

Queria tão-somente uma trégua tomar

Por somente um momento queira descansar
Y me recibió un hombre incomparable

Te he estado esperando

Me dijo y me sonrió
E me recebeu um homem incomparável

"Estava te esperando"

Me disse e sorrio.
Y me llevó a un río cristalino

Y en el lavó las heridas

Que el pecado me causó
E me levou a um rio cristalino

E nele lavou as feridas
Que o pecado me causou
Y me alimentó del árbol de la vida

Y puso en mis espaldas

Un manto de perdón
E me alimentou da árvore da vida

E pôs em minhas costas

Um manto de perdão
Te puedes quedar me dijo si deseas

Es para ti, lo que miras
con mi sangre lo compré
"Podes ficar", me disse:" se dejesas"

"É para ti, o que olhas"

"Com meu sangue o comprei"
Entoncés pude ver

Las heridas de sus manos y sus pies

Que por mí sufrió
Então, pude ver

As feridas de suas mãos e seu pés
Que por mim sofreu

 

 

 

 

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts

Pela Manhã

Faze-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma. Salmos 143.8

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *