E outro dos discípulos lhe disse: Senhor, permite-me ir primeiro sepultar meu pai. 22  Replicou-lhe, porém, Jesus: Segue-me, e deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos. 23  Então, entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram. Mateus 8:21

Esse rapaz era um discípulo! Um discípulo fazendo um pedido.

“Primeiro sepultar o pai”. Nenhum problema em sepultar o pai. O problema está no “primeiro”. No versículo 18 vemos que Jesus ia atravessar o lago de Genesaré (Mar da Galiléia) até a outra margem. O rapaz quer ir “primeiro” sepultar o pai.

Primeiro o descanso, depois me envolvo com Cristo e sua obra. Primeiro ganhar dinheiro e pagar as contas, depois Cristo e a sua obra. Primeiro uma casa, um casamento, uma festa, usufruir um direito etc, depois Cristo e sua obra.

“Depois” é depois cronologicamente: Depois mesmo, no tempo. “Depois” também é na prioridade; dou a Cristo o que sobra do meu tempo e das minhas forças. Sempre haverá “razões” para deixar para “depois”. Você fica convencido de que tem razão para deixar Cristo e sua obra para depois. Aquele “discípulo” tinha uma razão enorme: todo mundo tem que sepultar seu pai.

— Você também tem usado “razões” para deixar Jesus e sua obra para depois?

Esse rapaz era um discípulo! O incrédulo já está no mundo. As escolhas são responsabilidade dos discípulos.

O que você está fazendo “primeiro”? O mesmo que todos (os mortos) fazem?

No versículo 23 Jesus entra no barco. Seus discípulos o seguem. Esse rapaz terá entrado no barco ou terá ido enterrar o pai? Não sabemos…

— E você? Entrou no barco ou “primeiro”…

… Continua na próxima publicação
Texto por Carlos Sá

Print Friendly, PDF & Email

Related Articles

Sobre o autor Veja todos os posts

Pela Manhã

Faze-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma. Salmos 143.8

2 CommentsLeave a comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *